Poesia Com Alegria

A Galinha Borralheira

No Sitio Vô Nel
Tem uma galinha diferente
Ela é tão gordinha...
Seu nome é Anastácia
Ela é a galinha borralheira.
Querem saber o porquê?
Ela fez seu ninho no borralho da fornalha!
Todos os dias a galinha Anastácia sobe
Para botar seu ovo.
Os ovos ficam pretinhos.
E anastácia, a galinha borralheira, nos dias
Que Félix, o dono do sítio tem que produzir
A cachaça, “ Rainha de Paracatu”
Fica doidinha, coitadinha, sem lugar pra botar.
Creio que deve botar em qualquer lugar...
A interessante galinha borralheira.

Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio ( homenagem a Felix Melo)

Rosa

Quem disse que é prosa?
Só porque usa batom cor de rosa?
É flor com perfume, cheiro de amor!
É mel na colméia é doce fulgor.
Assemelha ás estrelas,
Tem brilho e cor...
Não é prosa então
É vida sem dor!


Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio
( Homenagem a Rosa)

Comentários

  1. Teresa, como é bom ter uma amiga escritora!!! gosto de seus contos. gosto de você. Parabéns e cotinue escrevendo... Beijão!!!!! Erci

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Peça Teatral- Drogas As Tentativas

Teatro x Escola Em Tempo Integral - Artigo

Texto para o estudo de Física - Movimento