Para fazer uma ótima performance!

Tentativas


Toc... toc... toc...
Quem bate?
Sou eu a droga!

Droga? Pra que droga?
Não! Vá embora!
Não quero te conhecer muito menos experimentar!

Abra só um pouquinho!
Sou eu que vou cruzar seu caminho
Causo câncer, deixo o cara fraquinho!

Toc... Toc... Toc...
Quem bate?
Sou eu o cigarro!

Cigarro? Pra que cigarro?
Você não é bem fedido! Além de ruim; é claro!

Abra preciso destruir seus dentes
Cegar você até ter que usar lentes.
Secar e destruir seu bom coração,
Totalmente!

Toc... toc ... toc...
Quem bate?
Sou a bebida alcoólica !

Bebida alcoólica?
Pra que bebida alcoólica?
Não! Vá embora! Prefiro dizer tô fora!

Abra! Preciso ver você caído
nas ruas, sem nenhum abrigo.
Sujo, esfarrapado e sem saída!

Pode cair fora! Sou forte
Tenho sorte. Já tenho prazer
Sei o que fazer pra ficar longe de você!

Na minha vida feliz prefiro rezar, estudar,
ler, comer, dançar, ir ao cinema e ver TV.
Sou forte podem crer!


Autora: Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio

Comentários

  1. Teresa estou maravilhada com essa produção que tal apresentarmos no próximo encontro?E mais não posso deixar de utilizá-la em nosso Projeto Paracatu Contra as Drogas lá na Escola Raimundo José de Santana.Você me permite?

    ResponderExcluir
  2. Saudações, Teresa!
    Seu blog está magnífico, cheio de arte e sensibilidade, perfeito você é muito competente.
    Estamos aguardando mais coisas boas por aqui.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oi Teresa, muito boa esta poesia. Temos mesmo que lutar contra as drogas. Parabéns!
    Teresinha Narciso

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Peça Teatral- Drogas As Tentativas

Teatro x Escola Em Tempo Integral - Artigo

Texto para o estudo de Física - Movimento