terça-feira, 19 de junho de 2012

Poema para Gabriele/ Gosto de ver teu sorriso/ Delicada Gabriele/ São teus olhos simples versos/ De poemas de amor/ São para ti estas linhas/ É como se em sonhos pudesse vê-la/ Delicada Gabriele/ Tua voz em veludo te revela/ Teu gesto de ternura inspira até os mais caros poetas/ Teus pensamentos querem conhecer o mundo.../ Tu, guerreira de Deus!/ Delicada Gabriele/ Um anjo que fala e sonha/ Com a vida e com a liberdade.../ É pura verdade!/ Delicada Gabriele/ Autora:Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio/ (Poema feito para Gabriele, filha do professor Hamilton de Paracatu) / Quem sou?/ Sou o sol/ Sou o mar/ Sou azul/ Sou da cor do ébano e do marfim/ A cor do arco Iris eu sou/ Sou de Paracatu/ Da África também sou!/ Da noite e do dia eu também sou.../ Do preconceito é que não sou/ Sou o sol/ Melanina pura eu sou.../ Sou o mar/ Sou azul/ Da cor do arco Iris eu sou.../ Autora: Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio/ Se eu fosse Joaõ, faria/ Se eu fosse João, faria/ Se eu fosse João, faria/ Do mar um pedacinho do céu/ Das árvores recanto dos passarinhos/ Das canções as curas./ Se eu fosse João, faria/ Do mel o alimento das criancinhas/ Do riso a fé dos peregrinos/ Dos homens bons filhos./ Se eu fosse João, faria/ Dos amigos, irmãos/ Do calor, abrigo/ Do amor o perdão. Autora:Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio (Meu amigo João Faria, locutor da Rádio FM de Paracatu)
Escola Estadual Afonso Arinos- Visita da poetisa Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio Desde quando escrevi meu livro, fiquei sabendo que muitas escolas de Paracatu utilizavam poemas do livro "Meus Momentos" em suas aulas para enriquecer seus trabalhos ensino/aprendizagem. Desta vez fui convidada a fazer uma visita na sala da professora Maria de Fátima, na E E Afonso Arinos. Fui bem recebida pela diretora Erci, supervisora Daniele e professoras Elaine, Nana, Adélia, Fátima Valquíria, Diva,Delma e outros ali presentes. Na sala fui bem recebida pelos 44 alunos e pela professora. Todos estavam também como eu, emocionados e curiosos. Respondi todas as perguntas feitas por eles com muito prazer. Dei autógrafo para todos. Fiquei muito feliz e emocionada com a homenagem que eles fizeram para mim. Recebi muitas cartinhas, muitas flores e muitos doces também. Andei um pouco nas dependências da escola e confesso que fiquei apaixonada com a beleza da escola e emocionada com as lembranças do meu tempo de criança; dos momentos que ali estudei e vivi. Quase senti o cheiro do lanche feito dona Leonina e Dona Tita e a voz de seu Antônio pedindo para que os alunos descessem das grades. Ah! Que saudades... Vejam quanto carinho recebi!