domingo, 15 de abril de 2012

Poesia: água




Absurdo

Pinc
Pinc
Pinc
Pinc

Água corre pelo ralo.
Dá-me pena, quando vejo uma torneira pingar.
A doce água que irá faltar.

Pinc
Pinc
Pinc
Pinc

Água corre pelo chão.
Menino toma banho e se lá vai
Uma barra de sabão.
E a água que gasta não volta então.

Pinc
Pinc
Pinc
Pinc

Barulho de água pingando
É rio que vai secando
É sede que vai chegando.
Autora: Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio

1) Que tipo de texto é este?-------------------------------
2) Quem á a autora?--------------------------------------------------------------
3) Qual o tema do texto?-------------------------------------------------------
4)Cite algumas ações (verbos) que acontecem no texto------------------------------------------------ ------------------------ ------------------------------- --------------------------------------- ---------------------------------- ------------------------
5)A autora afirma que quando o menino toma banho lá se vai uma barra de sabão. O que ela quis dizer com isto?------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6)Por que a autora colocou a “onomatopeia” pinc, pinc, pinc, pinc na disposição que está no texto?-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Produção escrita:

7) Crie um texto com 3 estrofes de 4 versos cada, com o mesmo tema do texto absurdo.


_________________________
I added cool smileys to this message... if you don't see them go to: http://s.exps.me