Poema para Gabriele/ Gosto de ver teu sorriso/ Delicada Gabriele/ São teus olhos simples versos/ De poemas de amor/ São para ti estas linhas/ É como se em sonhos pudesse vê-la/ Delicada Gabriele/ Tua voz em veludo te revela/ Teu gesto de ternura inspira até os mais caros poetas/ Teus pensamentos querem conhecer o mundo.../ Tu, guerreira de Deus!/ Delicada Gabriele/ Um anjo que fala e sonha/ Com a vida e com a liberdade.../ É pura verdade!/ Delicada Gabriele/ Autora:Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio/ (Poema feito para Gabriele, filha do professor Hamilton de Paracatu) / Quem sou?/ Sou o sol/ Sou o mar/ Sou azul/ Sou da cor do ébano e do marfim/ A cor do arco Iris eu sou/ Sou de Paracatu/ Da África também sou!/ Da noite e do dia eu também sou.../ Do preconceito é que não sou/ Sou o sol/ Melanina pura eu sou.../ Sou o mar/ Sou azul/ Da cor do arco Iris eu sou.../ Autora: Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio/ Se eu fosse Joaõ, faria/ Se eu fosse João, faria/ Se eu fosse João, faria/ Do mar um pedacinho do céu/ Das árvores recanto dos passarinhos/ Das canções as curas./ Se eu fosse João, faria/ Do mel o alimento das criancinhas/ Do riso a fé dos peregrinos/ Dos homens bons filhos./ Se eu fosse João, faria/ Dos amigos, irmãos/ Do calor, abrigo/ Do amor o perdão. Autora:Maria Teresa Oliveira Melo Cambronio (Meu amigo João Faria, locutor da Rádio FM de Paracatu)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peça Teatral- Drogas As Tentativas

Teatro x Escola Em Tempo Integral - Artigo

Texto para o estudo de Física - Movimento